Vale a Pena. Sempre Valeu!!


Samuel Marçal de Souza Jr.

Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. Nisto conhecerão que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros (João 13:34,35).

Já faz muito tempo, uma das coisas que eu mais ouvia dos meus avós e tios era:

— Imagina quando chegar o ano 2000!

Durante muito tempo as pessoas viviam com a expectativa do que iria acontecer quando chegasse esta época.

Hoje isto parece meio estranho quando olhamos pra nossa geração de jovens com até 25 anos. Você, jovem, não experimentou a ansiedade de ver a VIRADA DO MILÊNIO….

Uma coisa que assustava os mais antigos era o que poderia acontecer quando o futuro chegasse. Será que os carros vão voar? Será que a comida vai ser em tubos de pasta de dentes? E as roupas, vão ser tipo de astronauta? Vai ter guerra atômica e o mundo vai acabar de uma vez? A gente vai ter cabelo? As igrejas vão ter prédios? Os computadores vão falar?

Mas as gerações evoluem. Hoje quando as preocupações com o futuro aparecem as perguntas são:

Vou me casar ou não? Vai ser logo?

Vou ter muito dinheiro? Vai ser logo?

Vou passar em um concurso? Vai ser logo?

Vou bater o recorde do Candy Crush? Vai ser logo?

Ele ou ela vão deixar de ser chatos? Vai ser logo?

Vão curtir logo a minha foto no Instagram? Vão me responder logo no Whatsapp? Você não vai aceitar logo Jesus na sua vida não?

Tá chegando? Tá chegando? Tá chegando??????

Isso se chama pressa. Ansiedade. Excesso de futuro.

Por isso quero pensar um pouco com você sobre a espera e se vale a pena ter pressa. Vale a pena querer realizar intensamente ou é melhor desistir logo?

Pensarmos juntos se vale a pena sermos quem somos e se vale a pena querermos o que queremos.

Convido você a conhecer como Jesus percebia estas questões.

A visão que Jesus tinha de si mesmo (Jo. 13:3, 13)

Quando Jesus teve esta conversa narrada em Jo. 13 com os discípulos o cenário era o seguinte:

Ele, Jesus, tinha acabado der dar uma lição de humildade aos discípulos ao lavar os pés de todos antes do jantar. Logo depois disto Jesus ficou muito angustiado porque sabia que um dos que ele tinha acabado de lavar os pés o iria atrair. Judas.

Jesus dá um pedaço de pão a Judas e pede pra que ele vá logo definir seu ato de traição. Judas sai. Ninguém entendeu muita coisa. Jesus vira para os que ficaram e fala sobre o “novo mandamento”.

Então, afinal, qual era a visão de Jesus sobre si mesmo?

Ele sabia quem era! Jesus sabia que Deus tinha confiado em suas mãos todas as coisas e que ele era o FILHO de Deus.

Jesus sabia que era O Mestre. Sabia que amava os discípulos e mais ainda! Sabia que era muito importante terminar o que tinha começado.

Jesus não tinha vergonha de ser quem era. Isto é identidade saudável!

Jesus amava o que estava fazendo e amava as pessoas. Isto é paixão.

Mesmo sendo quem era, Jesus colocou o projeto e as pessoas acima de si mesmo. Por isso dizemos que “ele se entregou”.

A entrega é uma característica de quem tem uma identidade saudável e apaixonada.

Perceba que isto se aplica a quem faz as coisas erradas também. Uma identidade distorcida pode levar alguém para a derrota e a pessoa se entrega à derrota com todas as suas forças. Por isso é muito difícil resgatar uma pessoa. Mas o apaixonado consegue resgatar. Porque o apaixonado sabe quem é e sabe o valor do projeto. O apaixonado sabe o valor de uma vida.

Jesus sabia que valia a pena ser quem era. Sabia que valia a pena fazer o que estava fazendo e sabia que valia a pena amar as pessoas. Ainda que tivesse que morrer por eles.

A visão que Jesus tinha das pessoas (Jo. 13: 35)

Jesus amava estar com pessoas. Para ele, as pessoas mereciam o melhor. O melhor caminho; a verdade e a melhor vida. Jesus tinha em si o melhor de tudo que uma pessoa poderia ser ou ter.

Por causa disto, Jesus olhava para as pessoas com olhar de misericórdia e amor. Ele considerou nesta passagem que os discípulos deveriam aprender uma lição. No entanto esta lição foi dada com amor ao mostrar a cada um deles o quanto eles eram importantes.

Antes de Jesus falar de humildade, ele se humilhou. Antes de falar de amor incondicional ele lavou os pés de Judas. Que absurdo! Você pode ter pensado. Jesus demonstrou amor lavar os pés e tomar a ceia com eles e Judas participou de tudo e depois de dizer que iria morrer Ele orienta: Vocês devem amar uns aos outros deste jeito que eu demonstrei hoje.

Jesus soube reconhecer a identidade das pessoas. Mas isto não o fazia julgar, isto o fazia amar e, por muitas vezes, Jesus refletia para a pessoa quem ela era. Sem expor nada, Jesus informou Judas que sabia ser ele o traidor. Jesus deixava claro para João que ele era amado. Jesus disse a Pedro que ele o negaria, mas que ainda assim tinha um projeto para a vida dele. Jesus deixava claro para as pessoas quem elas eram. Foi assim com a mulher samaritana (Jo 4: 17,18).

Mesmo assim, as pessoas ficavam bem porque Jesus as confortava (Jo. 14:1) e dava um propósito claro para cada uma. Jesus disse que os discípulos fariam coisas maiores do que as que Ele tinha feito (Jo 14:12).

Jesus te ama assim. Como você é. Alto, baixo, magro ou gordinho. Careca, cabeludo, docinho ou azedo. Jesus te ama. Jesus te vê como alguém que deve ser amado. Como alguém que deve amar os outros por causa disto. Tenha você feito coisas muito boas ou muito más. Ele sempre achou que valia a pena. Por você valia a pena!

Ame como ele amou você!

 A visão que Jesus tinha do futuro

No versículo 21 de João 13, Jesus ficou angustiado. Como podemos entender isto?

Jesus ficou angustiado porque seria traído por um dos seus: Judas. Ele sabia do erro que seria cometido. Isto estava claro para Judas. Ele poderia ter desistido naquela hora, mas não fez isto. Jesus o amava como amava os demais, mesmo assim Judas o trairia.

Para Jesus estava muito claro que o ambiente deveria ficar adequado para que ele seguisse preparando o projeto de futuro.

Judas se vai e Jesus começa a falar do projeto futuro.

Jesus muda de angustiado para glorificado. Jesus mudou seu estado de ânimo. Isto é motivação, entusiasmo. Jesus falou de sua morte dizendo que isto seria a glória.

Ele demonstrou amor incondicional por todos. O projeto era que todos fizessem o mesmo porque Jesus seria conhecido por todo mundo. O fato de os discípulos amarem a todos tornaria, eles também conhecidos como discípulos.

O projeto de Jesus era que uma identidade fosse implementada. O projeto de Jesus era que todos soubesse que ele era um apaixonado pela humanidade. Por você! Esse era o grande projeto! Valeria a pena morrer por alguém para que esta pessoa se tornasse uma nova criatura e a paixão por esta pessoa a levaria a amar outras.

Esta pessoa é você!

Conclusão

Naquela noite estavam juntos o tesoureiro que o trairia, o discípulo amado, o incrédulo, o coletor de impostos, o médico perfeccionista, os irmãos que queriam o melhor lugar no céu, o “Pedro Pressão”, entre outros.

Jesus disse a cada um deles que os amava. Demonstrou isto lavando os pés, partindo o pão, dando a cada um, propósito e morrendo por eles, por mim e por você.

Quando começamos a conversar falamos sobre a visão de futuro dos mais antigos, e dos mais novos também. Todas estas coisas passaram.  O tempo passou e as questões deixam de ter tanta importância diante da visão de Jesus para o seu futuro.

Jesus não tinha vergonha de ser quem era. Não tinha vergonha de amar como amava. Jesus também não se envergonhava do que fazia e nem de estar com quem estava.

Você quer ser conhecido como Jesus? Assuma identidade de maneira apaixonada. Reconheça em Jesus o quanto você é importante e o quanto os outros também são.

A paixão é uma entrega incondicional. É um interesse genuíno por uma causa ou por alguém. O apaixonado é entusiasmado.

Quero deixar com você algumas características da paixão?

  • Criatividade
  • Força
  • Ânimo
  • Visão de longo alcance
  • Foco
  • Valorização do outro

Essas características aliada a uma identidade saudável levam as pessoas muito mais além do que podem imaginar. A fidelidade de Jesus te garante isto.

Muito tempo depois, os discípulos de Jesus repetiram o mandamento de amar uns aous outros.

Agora já não era “amar ao próximo como a si mesmo”. Fazer isto é muito difícil porque se eu não estou me amando, não posso amar alguém?

O novo mandamento muda tudo!

João 13:34,35:

Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. Nisto conhecerão que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros.

Você foi amado! E de uma forma inexplicável! Ele te amou incondicionalmente!

Considere a combinação de dois textos : Romanos 1:16 e 2Timóteo 1:12: NÃO ME ENVERGONHO DO EVANGELHO… PORQUE SEI EM QUEM TENHO CRIDO.

Se isto é uma verdade, então estamos dizendo que temos uma identidade da qual não nos envergonhamos porque sabemos que um Jesus apaixonado nos levou a crer em tudo que ele disse. Portanto, você é amado!

Você é capaz de amar incondicional e apaixonadamente. E o melhor, sem vergonha!!!

Os discípulos eram imperfeitos! Jesus sabia disso! Imagine todos juntos esperando pela descida do Espírito Santo. Cada um com seu jeitão. Imagine Tomé, cheio do Espírito Santo, profetizando, pregando, batizando, falando com autoridade. Jesus já tinha enxergado isto lá atrás.

Tome a decisão de assumir esta identidade em Deus que Jesus quer te dar. Entregue seu caminho ao Senhor. Seja perdoado, Seja limpo. Seja livre!

Seja um apaixonado! Olhe adiante e veja com os olhos da fé. Perdoe e seja perdoado.

Projete, acredite, insista, persista, resista e conquiste. Para isto Jesus te chamou até que Ele volte.

Você vale a pena!

Na verdade, VOCÊ sempre valeu a pena!

Publicado por Pr. Wilson

cumprindo a carreira que me foi proposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: